Notícias

PACT E CCDR ALENTEJO DINAMIZAM 2º ENCONTRO DAS “AGENDAS MOBILIZADORAS NO ALENTEJO”

23 Janeiro 2024

O PACT (Parque do Alentejo de Ciência e Tecnologia) e a CCDR Alentejo (Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo) realizaram no dia 19 de janeiro a segunda edição do evento “Agendas Mobilizadoras no Alentejo”, uma sessão de trabalho sobre as Agendas Mobilizadoras com investimentos no Alentejo, no âmbito do PRR (Plano de Recuperação e Resiliência).

Esta iniciativa encontra-se alinhada com a responsabilidade do PACT, enquanto líder do Sistema Regional de Transferência de Tecnologia (SRTT), sendo que o PACT faz inclusivamente parte de 4 das 32 agendas mobilizadoras implementadas na região,

A sessão, que decorreu nas instalações do PACT, entre as 09h00 e as 13h00, teve como objetivo fazer um novo ponto de situação e análise do progresso das Agendas Mobilizadoras, mostrando alguns protótipos dos projetos e apresentando os resultados alcançados até ao momento.

Divididas por área temática, as 16 agendas mobilizadoras apresentadas, respetiva empresa líder e orador são os seguintes:

Indústrias e Tecnologias de Produção

  1. Sines Green Hydrogen Valley – FUSION FUEL, S.A. – Bruno Pimenta
  2. From Fossil to Forest – NAVIGATOR PAPER SETÚBAL, S.A. – António Sequeira
  3. InsectERA – INGREDIENT ODYSSEY, S.A. – António Campos
  4. Moving2Neutrallity – PETROGAL, S.A. – Sílvia Oliveira
  5. NGS – New Generation Storage – DST SOLAR, S.A. – João Gomes
  6. R2UTechnologies – modular systems – DOMINGOS DA SILVA TEIXEIRA S.A. – Nuno Neves

Mobilidade, Espaço e Logística

  1. Next Portugal – EEA – EMPRESA DE ENGENHARIA AERONÁUTICA E AUTOMÓVEL, S.A. – Frederico Aguiar-Branco
  2. NEURASPACE – AI Fights Space Debris – NEURASPACE, S.A. – Carlos Cerqueira
  3. NEXUS: Pacto de Inovação – APS – ADMINISTRAÇÃO DOS PORTOS DE SINES E DO ALGARVE, S.A. – Ana Martins

Tecnologias Transversais e suas Aplicações

  1. BLOCKCHAIN.PT – Agenda “Descentralizar Portugal com Blockchain” – VOID Software – João Mota
  2. CircularTech – ITGest – Pedro Meira
  3. H2DRIVEN Green Agenda – EFACEC ENGENHARIA E SISTEMAS, S.A. – Hugo Maganinho (da empresa copromotora CAPWatt Metanol)
  4. H2 Green Valley – REN, GÁS, S.A. – Pedro Carola
  5. Sustainable Stone by Portugal – SOLANCIS – SOCIEDADE EXPLORADORA DE PEDREIRAS S.A. – Célia Marques (da empresa copromotora ASSIMAGRA)

Recursos Naturais e Ambiente

  1. Pacto da Bioeconomia Azul – INOVAMAR, LDA – Miguel Marques
  2. Vine and Wine Portugal – GRANVINHOS, LDA – João Lacão

De acordo com os dados disponibilizados no site do IAPMEI, na globalidade, estas 32 agendas mobilizadoras representam um investimento total de aproximadamente 5 727M€, dos quais 679M€ estão alocados ao Alentejo. A estas 32 agendas mobilizadoras, estão associadas mais de 100 entidades copromotoras.

A sessão de abertura incluiu discursos de Soumodip Sarkar, Presidente Executivo do PACT, Aníbal Costa, Vice-Presidente da CCDR Alentejo, e Sara Carrasqueiro. Vice-Presidente do IAPMEI.

Posteriormente às apresentações dos pontos de situação das Agendas Mobilizadoras, seguiu-se o encerramento do evento, realizado por Pedro Dominguinhos, Presidente da Comissão Nacional de Acompanhamento do PRR, que teve a oportunidade de averiguar as principais dificuldades sentidas pelos consórcios e se mostrou disponível para um contacto mais próximo, no âmbito do trabalho conjunto.

Na sua intervenção, Pedro Dominguinhos destacou a importância dos fundos provenientes do PRR: “Se não fosse o PRR, ou o investimento não se fazia ou far-se-ia muito mais lentamente”. O Presidente da Comissão Nacional de Acompanhamento do PRR relembrou que “o PRR está a permitir pagar salários mais elevados”, correspondendo assim às expetativas dos recursos humanos altamente qualificados, nacionais e estrangeiros, que são convidados a fixar-se longe dos grandes centros urbanos, como é o caso do Alentejo, onde estão a ser desenvolvidos os trabalhos e aplicados os fundos alocados às Agendas Mobilizadoras da região. Ao nível do impacto dos investimentos do PRR no desenho da estratégia da economia portuguesa, Pedro Dominguinhos afirma que “estamos na presença, em muitos casos, de novos setores económicos que não existiam em Portugal ou então que vão passar a ter uma projeção internacional”, o que merece uma maior confiança nas empresas e ilustra que as mesmas “são capazes de dar resposta” ao desafio de criarem “projetos inovadores, em articulação entre as entidades do sistema científico e as empresas”.  

Para Soumodip Sarkar, este evento “promove uma execução mais eficaz dos projetos, através da partilha de experiências, oportunidades e desafios por parte dos vários parceiros, para além de estreitar as relações entre as entidades líder e entidades copromotoras das Agendas Mobilizadoras com os órgãos nacionais com responsabilidade na gestão do PRR”.  O Presidente Executivo do PACT afirma que a entidade está “consciente do seu papel no desenvolvimento da região” e nesse sentido, em conjunto com a CCDR Alentejo, pretende “continuar a acompanhar esta temática e realizar uma 3ª edição do evento no futuro”.

Para além de apresentar à comunidade o impacto que os investimentos do PRR estão a ter no Alentejo, a 2º edição das “Agendas Mobilizadoras no Alentejo” foi também uma ocasião para explorar sinergias entre os mais de 120 participantes (entre empresas líderes de agenda, entidades copromotoras de agenda, representantes de municípios e representantes de agentes regionais) em virtude do momento de networking e coffee break, durante o qual foi também possível analisar os 32 posters em exposição que davam conta das principais características de cada agenda.